terça-feira, 30 de junho de 2009

A mascara de um personagem


Não quero mostra para o mundo que estou sofrendo e muito menos dar para os meus inimigos esse gostinho, muitos podem achar que estou sendo falsa e que é impossível uma pessoa ser 24 horas assim SUPER feliz. Eu era assim á um tempo atrás não importava o que acontecesse eu tinha que estar com o sorriso costurado na cara, mesmo que por dentro eu estava a ponto da loucura. Repetia a mim mesma que eu era forte e que ninguém iria me ver cair nunca, eu sou forte, eu sou forte....Era isso que passava na minha mente todas a noites quando eu encostava a cabeça no travesseiro. Construí um personagem que nem eu mesma sabia que era capaz de atuar e fui levando, cada dia mas difícil de seguir o roteiro que escrevi, ate que um certo dia pela manhã me olhei no espelho e não conseguia mais ver quem realmente eu era, tinha ido longe demais com esse disfarce. Só me restava enfrentar o mundo uma primeira vez sem mascara ser eu mesma, me irritar quando eu quiser, chorar quando der vontade, rir na hora que não deve e xingar quem eu nunca xingaria. E para a minha surpresa me senti mais forte do que nunca.
Hoje posso dizer que me sinto feliz sem ter que sorrir todo tempo e meu maxilar agradece por eu dar um descanso para ela.

Um comentário:

may disse...

Bem melhor assim! Agora eu conheço a Laurie de verdade. Antes eu pensava que você era de pedra e nunca sofria, agora eu vejo que você tem suas dificuldades como todo mundo.