segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Retrospectiva da minha vida

Às vezes as coisas não ocorrem como desejamos.
Já pra mim é muito raro dar alguma coisa certa.
- Eu nasci em uma noite chuvosa de Março;
- morava em uma chácara e meu bichinho de estimação era uma vaca (eu sempre fui meia estranha mesmo), que foi vendida depois de certo tempo;
- quebrei o meu dente em uma porta de vidro; fiquei triste e minha mãe me deu um gato;
- dei banho no gato na maquina de lavar roupa e pendurei ele no varal pra secar; minha avó me colocou de castigo por isso.
- fui perseguida por um galo maldito, dois dias depois tinha frango caipira pra jantar;
- nunca mais vi o galo;
- comecei a ir pra escolinha;
- minha única amiga lá me batia e roubava meu lanche;
- comecei a odiar a escola a partir daí;
- me mudei para a cidade, mas meu gato não quis vir e fugiu;
- conheci minhas melhores amigas na cidade, somos amigas até hoje;
- minha mãe me vestia igual á um palhaço;
- fui ao show do Sandy e Junior de boina e cantei imortaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaal até quase explodir;
- adora usar conga (tênis)
- ganhei outro gato, coloquei o nome de Paulo Zidoro ll
- sempre brincava de susi,porque a barbie era muito cara;
- odiava tirar foto, sempre chorava quando tinha que aparecer em uma;
- sempre fui magra e a mais alta que todo mundo da escola
- o Paulo Zidoro teve filhotinhos, virou Dora depois disso;
- mergulhei numa poça d’água na hora do recreio, todo mundo viu, ninguém me ajudou a levantar;
- já tomei banho de meias e com um guarda chuva;
- tive piolho e minha mãe quase rapou minha cabeça;
- minha prima passava as férias em casa, ela sempre me batia;
- fiz xixi nas calças na 5° serie, passei o resto da manhã mijada;
- tive uma faze rebelde, mas nunca fugi de casa;
- me afastei de uma das minhas amigas, sem nem saber o por que;
- tive meu primeiro beijo;
- fiquei “apaixonada” pelo garoto por dois anos seguidos e ele nem morava na minha cidade;
- já fui meio ‘favelada’, me envergonho dessa faze;
- quebrei meu dedo jogando basquete, eu era péssima;
- fiquei com um garoto na praia que passava mais tempo com a minha mãe do que comigo;
- minha prima que me batia virou minha amiga;
- já me chamaram de fedo, manteiga derretida, Olivia palito, menina maldita e eu nem ligava;
- arranjei um namorado e comecei a gostar de outro, mas não larguei me namorado;
- ele me traiu... só com 15 meninas, todo mundo falava e eu não acreditava;
- fui a uma das Melhores festas de 15 anos da historia;
- participei do Fera em Maringá por uma semana, tinha que ficar em uma fila quilométrica pra comer, a comida era boa, tomei banho naqueles banheiros moveis, fez frio e não tinha levado roupa pra isso;
- quebrei o pé em uma festa e não senti de tão bêbada que eu estava;
- passei o natal e o réveillon em casa com o pé engessado;
- 2007 foi o melhor ano da minha vida, sem ironia;
- tive que começar a usar óculos;
- me mudei pra uma escola particular, me ‘fudi’ em quase todas as matérias;
- conheci muita gente nova, e descobri quem realmente são meus amigos;
- aprendi que muita gente vive de pose;
- aprendi que algumas pessoas só precisam de carinho;
- vi que escola particular é outro mundo;
- senti falta do arroz e feijão no intervalo que tinha na escola publica;
- comecei a pensar no meu futuro, acabei com uma tremenda dor de cabeça;
- conheci Curitiba;
- quase cai na escada rolante;
- comi Burguer King, fui pegar o refrigerante e me atrapalhei, só tinha gelo no meu copo;
- me senti uma caipira que foi conhecer a cidade grande;
- briguei com uma amiga pra pagar o bis no mercado;
- fiz um brigadeiro pro aniversario dela, ele queimo;
- tive as melhores férias da minha vida;
- resolvi que faria faculdade me Curitiba, só não tinha nem idéia pra que curso;
- minha família inteira veio pro natal, todos dormiram em casa;
- convidei a maay e a família dela pro natal, foi divertida e o pai dela não queria ir embora;
- entrei no 3° ano do ensino médio, não foi como eu imaginei;
- meus “amigos” se afastaram de mim, aqueles que ficaram posso contar em uma palma da minha mão;
- vou fazer faculdade de arquitetura e urbanismo;
- não estudei nada e fiquei para recuperação;
- prestei vestibular e me decepcionei muuito;
- resolvi participar da formatura;
- não sai muito esse ano;
- fiquei em duvida em relação ao meu curso;
- li e tornei a ler os meus 20 livros, não consegui terminar nem um de literatura pro vestibular;
- meu tio quase morreu minha cachorra quase morreu;
- me desanimei com a vida;
- chegou o dia da minha formatura, compensou o desastre que foi o restante do ano;
- minha família não vai comemorar o natal esse ano;
- desisti de fazer arquitetura, agora nem sei o que faço;
- por enquanto é só...!

3 comentários:

Henrique Miné disse...

aah, que delícia ler esse texto, toda essa sinceridade é, de certa forma, cativante.

E, bem, acredite, todos nós já tivemos esses pequenos desastres na vida, e se você quer bem saber, eu ainda sonho em morar em uma chácara e ter uma vaca de estimação, juro pra você!

Enfim, boa sorte com a escolha da nova carreira =) Esqueci até de perguntar se vc estava aqui por Maringá na época do vestibular, mas enfim..

beeeeeeijos. E minha família tbm não vai comemorar o Natal, bom, ao menos eu não, vou assistir O Poderoso Chefão. De novo.

may disse...

HAHAHAHAHGAGASDGUIADGSUIGUIADSGIUADSGUIUGIDSGUIADSGUIDSGUIGUIDAGIUASDGIUGIAUDGUIADGUIADSGIUUGIADSGUIADSGUIGUIADSGUIADSGUIGUISADGIADSUGIUAGIDS
ri deemais, DEMAIS DEMAIS DEMAIS, to rindo sozinhaa aqui. Por acaso a festa de 15 anos é minha? HSIAHIOSDAHI
ri demais da parte que vc quebro a perna tambem, e veeeeeeeeem cá, quem é esse outro menino que vc gostava enquanto tava namorando??? ADSHIODASHIOAHIDOHIOADSHIOADHIIDHOSIHAODSIHOADIHOADOIHAIHOADIHOS aaaaaaaaaaaaaah que saudadeeeeeeee, quero passar uma tarde inteirinha fofocando com vc!

Marcella Leal disse...

"aah, que delícia ler esse texto, toda essa sinceridade é, de certa forma, cativante." [2]
Faço das palavras do Henrique, as minhas.
Adorei, sinceramente e nossa, ter uma vaca deve ter sido super legal e não sei como o gato não morreu no arame.
E tudo se resolve na vida.

Beijos e feliz Natal.